Hoje em dia, com a tendência de apartamentos e casas cada vez menores, vem a necessidade de acertar um projeto funcional e bonito ao mesmo tempo, que deixe o ambiente confortável sem perder a circulação necessária.

Por isso ganharam força os ambientes integrados, principalmente sala de estar, cozinha e varanda, poupando espaço físico e trazendo também a interação social entre os donos da casa e/ou visitantes. E tem lar mais aconchegante do que uma casa habitada? 🙂

Listamos alguns truques que auxiliam na transição de espaços, visto que para integrar ambientes é preciso um elo de ligação entre um e outro para que fique harmônico e uniforme.

 

COLUNAS

Elas são inevitáveis mas podemos trabalhar muito bem com elas. Na inspiração abaixo, a coluna foi revestida de espelho e serviu de apoio para a cristaleira, de um lado fazendo parte da sala de jantar, e do outro, da sala de estar.

Coluna revestida em espelho.
Coluna serviu para delimitar espaços com funcionalidade. Foto: Ana Mello

 

CORES

Quase uma premissa básica, a divisão por cores faz com que os ambientes conversem entre si, dando a sensação de um espaço único.

Tons de cinza predominam a integração dos espaços
Tons de cinza predominam a integração dos espaços. projeto: Natália Salla
Sala e cozinha em tons pasteis
Sala e cozinha em tons pasteis
Tons de preto e madeira combinando entre si.
Tons de preto e madeira combinando entre si.

 

REVESTIMENTO CONTÍNUO

A utilização do mesmo piso para os ambientes e/ou mesma parede, além de criar uma sensação de amplitude, faz os espaços pertencerem “ao mesmo local”. Note como foram bem utilizados os revestimentos nos exemplos abaixo.

Parede em cimento queimado mantém a linearidade do ambiente. Foto: Evelyn Müller
Parede em cimento queimado mantém a linearidade do ambiente. Foto: Evelyn Müller
A madeira está presente na sala de estar e cozinha também. Projeto: Sheila Martins.
O revestimento amadeirado está presente na sala de estar e cozinha também. Projeto: Sheila Martins.

 

BANCADA/MESA DE JANTAR

Muito úteis pois acabam tendo utilidade para os dois ambientes, seja para fazer uma refeição ou para servir de apoio para a sala de estar. Para uma decoração mais uniforme, as bancadas seguem até o home e deixam o ambiente totalmente conectado.

Bancada serve como apoio para a cozinha ou para a sala. Projeto: @luisafgrillo
Mesa de jantar unifica sala e cozinha. Projeto: Bezamat Arquitetura

BIOMBOS E DIVSÓRIAS

Divisores funcionam muito bem para delimitar espaço. É importante que sejam vazados para que haja um respiro e não carregue demais o ambiente, além de poder fazer essa transição enxergando o outro cômodo. (Já falamos aqui sobre ideias de divisores de ambientes – dá uma espiadinha!)

Painel ripado dividindo cozinha e sala
Painel de madeira ripado
Divisor de ambientes Traços
Divisor de ambientes Traços

 

MÓVEIS DO MESMO ESTILO

Não é necessário haver uma divisória física para sentir o ambiente totalmente integrado se há uma concordância entre tecidos e materiais no mobiliário, conforme inspiração abaixo.

Sala e varanda integradas
Sala e varanda integradas com móveis que seguem a mesma linha. Projeto: Thaís Abreu.
Bancada, cadeiras, puff, sofá e luminária seguem um padrão visual. Projeto: @marilia.arq

 

Imagens: Pinterest; Loja Inusual; Casa Cláudia

Escrever um Comentário