Você já se deu conta do quanto um ambiente de loja pode influenciar um cliente a comprar? E você sabia que o que o consumidor ouve pode influenciar até 11% de uma venda enquanto o que ele vê chega a 82%? Vejo muitos empreendedores investindo forte em atendimento para ajudar nas vendas, quando o design do espaço é uma influência imediata e tridimensional que tem poderes únicos! Só ele pode fazer o cliente passar mais tempo comprando e comprar mais!

Como? Selecionei os 05 atuais pontos mais importantes para um layout de loja inteligente e vendedor:

1. Entrando e entendendo a loja!

Assim que colocamos os pés dentro da loja precisamos de um tempo para reconhecer todo o ambiente e decidir para qual lado ir. É o que chamo de zona de transição de uma calçada movimentada, por exemplo, para te fechado. Capriche na decoração que é vista da entrada. Não pense que é um local valioso e evite colocar produtos de margem alta e informações importantes. A dica é calcular em torno de 04 passos para exibir os primeiros produtos. Se essa área é bem visível do lado de fora, aproveite para cartazes promocionais ou mensagens de boas-vindas. Analise se não há nenhuma barreira que atrapalhe uma visão geral da loja.

Midland Store - Los Angeles
Midland Store – Los Angeles
Barçin Store - Turquia
Barçin Store – Turquia

2. Ponto Focal? Eu chamo de Ponto Fatal!

Identificar as zonas quentes do seu espaço faz suas vendas alavancarem! Você precisa saber como as pessoas se movimentam dentro da loja e explorar o que você mostra nos pontos mais importantes de visão dos consumidores. Elas geram compras por impulso, o que tem feito a diferença no faturamento de muitos estabelecimentos. Teste o que acontece colocando um produto novo na altura dos olhos. Esta é a altura da compra e lembre-se sempre que o que não é visto não é vendido! Vale marcar com objetos decorativos que ajudam a ressaltar o que se quer mostrar!

FitFit Store - Japao
FitFit Store – Japão

3. Provadores ou Provocadores?

Todo o produto precisa possibilitar uma área de experimentação onde cabe decorar transmitindo conforto como poltronas e tapetes. Se o segmento for vestuário, a visita aos provadores é um momento de intimidade e decisão. Precisa encantar e acolher a imagem no espelho em um ambiente bem dimensionado e bem cuidado. O cliente precisa se sentir bem ali dentro e, com algumas técnicas, é possível fazer ele se sentir ainda melhor com ele mesmo. Para isso, iluminação e espelhos são ajudantes poderosos pois podem alongar, realçar a pele e até rejuvenescer. E quando algo nos cai bem o que acontece? A gente quer!

J&M Davidson - Londres
J&M Davidson – Londres

4. Hora de Pagar!

Estamos na reta final e chegamos ao caixa. Quando a decisão do que levar já está tomada, o consumidor libera sua mente para prestar atenção em outras coisas, com mais tranquilidade, enquanto espera passar o cartão. É quando repara na bagunça e no móvel deteriorado ou quando agrega um item a mais na sua sacola. Se você souber aproveitar, esta área pode ser responsável por 30% das vendas do mês!  Alerta especial se você tiver somente o nome da loja na parede de fundo de caixa.

Hold General Store - Turquia
Hold General Store – Turquia

5. Check out: a última chance de causar uma boa impressão

Após o pagamento, o cliente se direciona para a saída e relaxa ainda mais. Na sua despedida já não busca mais produtos. Verdade? Mentira! Faça o exercício. É aí que se percebem itens até então não vistos e que podem o fazer voltar uma próxima vez ou indicar a loja. Aaálise como estão as paredes da saída de sua loja, principalmente, as laterais da porta. É um ponto estratégico para produtos de valores acessíveis para presentear ou de uso básico e diário.

Shoulder - Brasil
Shoulder – Brasil
Fernanda Pruinelli
Autor

Fernanda Pruinelli é arquiteta especialista em Retail Design pela Escola Superior de Desenho e Engenharia de Barcelona – Elisava e em Iluminação de Ambientes Comerciais pela Escola de Tendências de Barcelona. Possui experiência com grandes marcas do varejo mundial e com implantação de franquias nacionais e é apaixonada por tendências de consumo, expert em técnicas de impulsão de vendas e inteligência expositiva. Coordena as criações da FAV Retail Design, estúdio que atua com foco no desenho de espaços para venda de produtos ou serviços.

Escrever um Comentário