Categoria

Design

Categoria

Por sua grande extensão, já é autoexplicativa a razão de o Brasil ser um país multicultural. Diversas raças, costumes e biomas fazem dele um país de riquezas, seja pela cultura ou pela biodiversidade. Apesar da abundância de estilos, cores e texturas, quando se fala em decoração, a identidade brasileira é bem marcante. Os recursos naturais tomam conta criando ambientes rústicos com um toque de alegria – essa que o brasileiro sempre carrega consigo. ELEMENTOS NATURAIS Em terras inicialmente habitadas por indígenas, o apreço pela natureza e pelas riquezas provenientes da fauna e da flora reflete também em nosso dia a dia. A escolha dos materiais é o ponto de partida para uma arquitetura e decoração que extravasa brasilidade. Nela são frequentemente usados materiais como madeiras em diversas tonalidades e fibras naturais (vime, junco, rattan, sisal, palha…). ARTESANATO O artesanato também se caracteriza pelo uso de materiais naturais como barro, argila, madeira, crochê,  entre outros,…

Reconhecido internacionalmente pela diversidade do seu design, o designer carioca Guto Índio da Costa atua nas mais variadas áreas entregando funcionalidade e beleza em todos os projetos em que se envolve. Formado em 1993 pela Art Center College of Design, trouxe de volta para o Brasil a experiência da passagem em grandes escritórios na Alemanha, França e Dinamarca. Hoje coordena os núcleos de design e transporte da Indio da Costa A.U.D.T (Arquitetura, Urbanismo, Design e Transporte), responsáveis por dezenas de projetos, muitos dos quais alcançaram grande sucesso e receberam diversos prêmios. Um de seus projetos mais emblemáticos é o Veículo Leve sobre Trilho (VLT), que ganhou destaque especial no Top XXI Prêmio Design Brasil 2016 e promete revolucionar o transporte brasileiro. O VLT tem piso integrado no mesmo nível da calçada, 44 m de extensão e oito portas que se abrem simultaneamente. Isso significa um desembarque rápido e uma circulação silenciosa integrada ao design…

Originários dos povos nômades da Ásia e da África, o tapete estilo kilim é o mais antigo tipo de tapete que temos conhecimento. Além de ser um grande aliado na funcionalidade desde os primórdios (serviam para manter as tendas secas e aquecidas) hoje os kilins também tem funções que vão além da decoração – principalmente no Oriente, são muito utilizados como altar de oração, transporte de mercadorias e selas de cavalos. Apesar de trazerem muita história consigo, os kilins são mais atuais do que nunca! Em diferenciação aos outros tapetes, o kilim não é feito com nós. Os fios são laçados no tear, quase como um bordado, feitos artesanalmente. TONS VIBRANTES Geralmente seguem uma padronização de tons coloridos, oras puxando para os terrosos. Em sua composição até pode haver cores neutras, mas sempre obedecendo as formas geométricas e as estampas já reconhecidas mundialmente como tradicionais do kilim. Por serem tapetes estampados com figuras de…

Como muitos já sabem, o intuito do Projeto Express é transformar o ambiente evitando quebras de parede e de piso, apenas trabalhando com elementos mais pontuais. Hoje vamos compartilhar com vocês o projeto feito para um morador jovem que necessitava de uma transformação rápida para poder fazer sua mudança para o apartamento, sem modificar sua estrutura original. Segundo a arquiteta Raquel, do COB Arquitetura e Design, a ausência de paredes facilitou a integração do ambiente, tornando um espaço convidativo e propício para relaxar e receber os amigos. Cada traço da identidade do morador ganhou valor nesse projeto, que teve como objetivo criar um espaço aconchegante para relaxar, e ao mesmo tempo realizar encontros e jantares. Sem paredes para isolar os ambientes, as pessoas, sala, jantar e cozinha se fundem em um único lugar. Os tons escuros foram solicitados pelo cliente, que buscava um estilo mais moderno e jovial ao espaço. A arquiteta apostou em toques industriais, trazidos…

Bateu aquela dúvida na hora de escolher o tecido do seu estofado? A decisão deve ser guiada pelo contexto da sua decoração, mas se você ainda não tiver ela pré definida, aposte no cinza. Não escondemos que essa é uma de nossas cores favoritas, simplesmente porque com ela não tem erro! E pra provar que essa cor é realmente muito versátil, vamos dar mais razões pelas quais o cinza é uma cor muito requisitada em nossa loja e na decoração de forma geral. 1- COMPÕE DIFERENTES ESTILOS Não importa se o estilo do espaço tem predominância industrial ou boho chic. O sofá cinza será sempre um curinga na hora de decorar, se adaptando facilmente a diversos ambientes. 2 – Fácil de combinar O cinza permite que sejam utilizados junto a ele outras cores (vibrantes ou pasteis), além de cair super bem com revestimentos diversos também. Dessa forma é possível caprichar no tapete, almofadas, quadros…

Se tem uma coisa que apreciamos no design é a capacidade de tornar um produto sofisticado mantendo a sua simplicidade. Essa é a essência do trabalho do arquiteto e designer Fabricio Roncca, que segue uma linha clean aliada à conceitos inovadores em suas criações. Hoje especialista em pós modernidade, atua na área desde o ano de 2003 com projetos de arquitetura, interiores e design de mobiliário. O contato com a criatividade foi despertado desde cedo em Fabricio, que na infância frequentava a faculdade de Belas Artes com sua mãe, onde aprendeu a gostar da forma natural do desenho e da pintura. Paulista que cresceu em Belo Horizonte – MG, aprendeu a ver a arquitetura, o folclore e a arte de forma lúdica e intimista. “Busco o caminho, a proporção e a simplicidade da forma perfeita, o projeto nasce de forma natural, sempre inspirado na essência das coisas.”, diz Fabricio. PREMIAÇÕES Planeta Casa Abril . 2008 Brasilidade…

Depois de a Pantone apresentar o Greenery como a cor do ano 2017, e a G . F Smith lançar o Marrs Green como cor favorita do mundo, chegou a vez de a Sherwin Williams anunciar sua aposta de cor para 2018. Trata-se de um tom  que, segundo a marca, “combina um equilíbrio harmonioso de azuis e verdes que podem ser encontrados no que é antigo e novo”. https://www.youtube.com/watch?time_continue=44&v=WDHg6w4poKs Segundo a diretora de markting da Sherwin Williams, a cor foi inspirada em viagens e expedições. “Oceanside é a cor do wanderlust em nossas próprias casas”, explica Sue Wadden, fazendo referência ao termo em inglês que traduz o desejo incessante de viajar. Por ter uma tonalidade escura, a promessa é de que objetos metálicos sejam realçados ao utilizá-los em contraste com a cor, principalmente os tons acobreados, que se destacam ainda mais. A marca também defende que o tom azul esverdeado pode aumentar o pensamento criativo e a…

Eles tem o poder de transformar os ambientes, sejam eles simples ou sofisticados. O espelho na decoração combina com diversos estilos e isso o torna um acessório bastante utilizado em interiores. Além de sua estética bonita e versátil, a funcionalidade é o ponto chave deste produto que amamos. Listamos abaixo algumas dicas para o uso dos espelhos na decoração. Amplitude de espaço Eles dão a sensação de amplitude e luminosidade no espaço. Para isso, prefira os espelhos grandes em vez dos menores. Seja atrás da cama, em uma parede inteira ou na porta do armário, confie, porque o ambiente realmente parecerá maior! HALL E CORREDOR Dois cômodos que geralmente são pequenos e/ou estreitos, podendo ser bem trabalhados com o uso do espelho, gerando uma sensação de profundidade. Também podem ser usados espelhos decorativos em substituição a quadros, que ficam igualmente bonitos e elegantes. DIFERENTES FORMATOS E COMPOSIÇÕES Costumamos dizer…

Na hora de escolher o material do seu sofá bate aquela dúvida em optar pelo couro natural ou couro sintético? Que ambos trazem uma aparência sofisticada ao sofá/poltrona, todos sabemos, mas sempre é bom levar em consideração a usabilidade que o móvel terá, seu valor, estética e conforto. Os termos “couro ecológico” e “couro sintético” ainda são frequentes no comércio em virtude do conhecimento popular de tais tecidos, mas vale lembrar que desde 2014 há uma medida educativa (não punitiva) prevista em lei, que estipula que apenas a pele animal seja chamada de “couro”. Em virtude da variedade de nomenclaturas, as marcas passaram a usar os nomes “couro natural” ou “couro legítimo” para os produtos de pele animal. De toda forma, seguiremos com as nomenclaturas identificadas pelos fornecedores para que possamos diferenciar facilmente uns dos outros. Listamos aqui algumas vantagens e desvantagens de cada material para que você possa optar pelo que…