Verão e férias nos remetem a momentos de tranquilidade e descanso. Aqueles que tem casa de praia costumam associar a viagem de veraneio a um período de relaxamento. Mas quando chegamos ao nosso destino nem sempre encontramos esse paraíso no primeiro dia de férias. Como as casas ficam muito tempo vazias, temos que organizar tudo como se fosse uma nova mudança.

Uma maneira de sempre trazer um ar de felicidade à sua viagem de verão é investir em uma decoração que permita se sentir em um lar. As decorações rústicas são aconchegantes e muito estilosas. Elas podem ter inspiração boho ou colonial, dependendo da personalidade dos moradores. Vamos explorar alguns elementos comuns em decoração rústica que tornarão sua casa um ambiente ainda mais confortável:

 

1) Madeira reciclada

Seja advinda de paletes, troncos, galhos, raízes ou industrial, da própria construção civil, as madeiras recicladas são perfeitas para dar um ar rústico a sua decoração. O uso delas já virou tendência em casas em Cabo Frio, no norte do Estado do Rio de Janeiro e região, despertando o interesse de quem costuma frequentar o litoral fluminense.
Vale ressaltar que madeira reciclada ou antiga não quer dizer madeira suja ou feia. Hoje existem diversos especialistas e artesãos que trabalham com esse tipo de madeira e transformam o lixo em luxo.

A madeira reciclada pode ser utilizada para confecção de móveis como mesas de centro em salas e estantes, cabeceiras de cama no quarto ou até mesmo como painéis de decoração fixado à parede.

Importante lembrar que qualquer decoração com madeira exige cuidados especiais. Por isso, certifique-se que, ao limpá-la, você utilizará produtos específicos para madeira e passe uma boa camada de verniz sempre que for necessário. Manutenções como essa são imprescindíveis para para que ela dure por muito tempo e mantenha-se bonita.

Madeira

 

2) Toques de cores

As cores trazem muita vida aos ambientes. Destacar algumas cores em ambientes monocromáticos é uma maneira divertida de alegrar a sua decoração rústica. Invista principalmente em cores primárias, como o azul, vermelho e amarelo, na hora de dar um um pop na sua decoração. O uso dos pontos de cores em lugares específicos da decoração pode assumir diversas modalidades. Pode ser através de um rodapé colorido, esquadrias de janelas, móveis coloridos ou até mesmo almofadas, tapetes e mantas.

Outra alternativa interessante é destacar as cores através de papéis de parede em cantos estratégicos. Quando associados a madeira ou materiais mais rústicos, conseguem garantir o ar de aconchego desejado.

Toques de cores

 

3) Jardim vertical

Os jardins e pequenas hortas são clássicos das decorações rústicas, lembrando muito a casa das nossas avós. Entretanto, hoje em dia nem toda casa de praia dispõe de uma grande área de lazer. Por isso, os jardins verticais são uma opção que ocupa pouco espaço e dá, literalmente, vida a qualquer parede.
Os jardins verticais mais comuns são feitos em grades ou treliças de madeira, com caixotes anexos onde se colocam os vasos de plantas. Estas grades também podem ser feitas de arame ou outro tipo de material metálico. É possível fazer, no mesmo estilo, um parede viva com algum tipo de planta trepadeira, como a alamanda e a congéia. Complete com vasos de samambaias penduradas no teto e voilá!

Jardim vertical

 

4) Rattan

Um material que pode ser tanto rústico quanto luxuoso é o rattan. Sua origem é da fibra de uma espécie de palmeira trepadeira que nasce na Ásia e Oceania chamada Calamos Rotang. Aqui no Brasil, no entanto, é chamado rattan qualquer trançado em fibra, seja vime, junco, cana da índia, ou outros. Por ser maleável e resistente, o rattan é um dos materiais mais versáteis que existem. Os móveis com detalhes em rattan mais comumente encontrados são sofás, mesas de centro e cestos decorativos. É um exemplo de material utilizado em artesanatos de alta qualidade.

Se o móvel de rattan é bem cuidado, ele pode durar anos! Para isso, mantenha-o limpo usando uma flanela seca ou pano macio umedecido em solução de água e sabão neutro. Na parte trançada, basta usar uma escovinha. Ele deve ficar em locais cobertos, protegido do sol e da chuva. Ainda assim, cuide na hora de comprar, pois muitas vezes são vendidos móveis de rattan feitos só com a casca da planta, ou seja, a liaça, que pode quebrar facilmente.

Rattan/vime

 

5) Rede de descanso

E para finalizar, é claro que não poderíamos esquecer da famosa rede de descanso, símbolo do relaxamento que a temporada de veraneio nos traz. Seja simples ou mais elaborada, a função primordial da rede é o conforto. A origem das redes de descanso vem das tribos indígenas, especialmente os Guarani. No princípio elas eram feitas de cipó e lianas.

Quem busca uma casa de verão para temporada em Angra dos Reis ou Cabo Frio pode abusar das referências históricas desse povo que já habitou e ainda habita a região antes mesmo da chegada dos colonizadores.
Para aqueles que querem combinar a praticidade da rede com a sofisticação da casa, existem alguns modelos que podem ser encontrados. O mais comum é a rede simples, que comportam até duas pessoas adultas ou 180kg, possuem tecido menos encorpado e acabamentos básicos. Também há a rede intermediária, que são mais largas e compridas, suportam até 200kg e são feitas com tecidos mais nobres. E por último, temos a rede luxo! Estas comportam até 3 pessoas e possuem detalhes em tecido e madeira, com atenção especial ao acabamento artesanal. Todas podem ser encontradas em diferentes estampas e materiais. Ao escolher a melhor opção para sua casa, pense no ambiente como um todo e de que maneira a rede melhor se encaixa nele.

Rede de descanso

Veja também 8 ambientes inspiradores com decoração rústica.

 

Imagens: Pexels;

Escrever um Comentário